Desenvolvimento, Negócios

Voltalia Contrata com SiemensGamesa 36 Aerogeradores para Eólica no RN

A empresa de energia Voltalia contratou com a SiemensGamesa, fornecedora de soluções de energia eólica, o fornecimento de 36 aerogeradores para a usina eólica Ventos da Serra do Mel 2, no Rio Grande do Norte, com capacidade para 128 megawatts, conforme informou em nota.    

As novas turbinas que serão instaladas na usina são do modelo SG 3.4-132, com potência nominal de 3,55 megawatts cada. Rotores com um diâmetro de 132 metros se elevarão em 120 metros acima do solo, segundo explicou a Voltalia, sem detalhar os valores investidos. 

A companhia ressaltou que outros dois contratos haviam sido assinados anteriormente com a SiemensGamesa, para a compra de 13 turbinas para o Vila Acre I, de 27 megawatts, e de 47 unidades para o parque Ventos da Serra do Mel 1 (VSM 1), de 163 megawatts.

“O projeto Ventos da Serra do Mel (1 e 2) é mais um importante investimento da Voltalia no país onde já operamos mais de 300 MW… Após a construção deste novo parque, teremos ainda mais de 1,5 GW de possíveis expansões, o que poderá fazer Ventos da Serra do Mel um dos maiores sites de energia eólica da América Latina”, disse o CEO da Voltalia no Brasil, Robert Klein, em nota. 

Os contratos de venda de energia de longo prazo foram garantidos para o Ventos da Serra do Mel 2 com previsão para o início de 2021 (64 MW) e 2024 (64 MW), segundo a empresa. 

A energia produzida entre o comissionamento da usina a partir dessas datas será vendida a preços atrativos no mercado, disse a empresa.

Fonte: Reuters

Desenvolvimento, Indústria

FIERN Realiza o 36° Seminário Motores do Desenvolvimento Para Discutir os Caminhos do Brasil e do RN

Hoje a Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte – FIERN – proporcionou mais um, esse é o 36°, Seminário Motores do Desenvolvimento do Rio Grande, com o tema “Caminhos do Brasil e do RN na Gestão Pública”. Os convidados deste ano foram: O jornalista e cientista político William Waak, o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), e a governadora eleita do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT). O evento reúne empresários, autoridades políticas, gestores públicos e especialistas. Na abertura, presidente da FIERN, Amaro Sales, defendeu a valorização do empreendedorismo lembrando que 97% das empresas no RN são micro e pequenas. Sales destacou a importância do diálogo entre os poderes, empresários e sociedade para minimizar o déficit previdenciário, reequilibrar as contas públicas e retomar a capacidade de investimento. Ricardo Coutinho contou para a platéia como encontrou a Paraíba, pagando “apenas” os servidores e como deixará o estado, que conseguiu aumentar a arrecadação de ICMS, passando a voltar a ter capacidade de investimento e construindo obras importantes para a população.Já William Waak defendeu que as paixões sejam deixadas de lado para solucionar a crise no Brasil, e criticou a estrutura dos partidos políticos e o sistema político do país, que segundo Waak, gera um sistema fragmentado no Congresso e que dificulta a governabilidade. Além disso, frisou o controle de gastos da máquina pública.A governadora eleita Fátima Bezerra defendeu a união entre os empresários e a sociedade, leia-se Governo do Estado, e que sua prioridade é ficar nos parâmetros da Lei de Responsabilidade Fiscal sobre o gasto com pessoal, cortar gastos e aumentar a arrecadação sem aumento de impostos. Fátima inclusive conta com a solidariedade dos demais poderes para que devolvam a sobra de cada um ao tesouro estadual para tirar o RN do descontrole que se encontra, segundo Bezerra.

Uma pergunta não quer calar: Alguém viu o governador Robinson Faria no evento, já que não houve nenhum registro nas redes sociais, nem dele e nem do Governo do Estado?