Assembléia Legislativa, Governo do Estado

Pressão na Assembléia Legislativa

O governador em exercício, Antenor Roberto (PCdoB) encaminhou Projeto de Lei pedindo autorização para abertura de crédito extraordinário ao Orçamento Geral de 2019, no valor de quase R$ 1,8 bilhão com o objetivo usar R$ 1,5 bi desse valor apenas para pagamento de pessoal, incluindo o passivo das três folhas em atraso.

O secretário estadual de planejamento e finanças, Aldemir Freire, esteve novamente na Assembléia Legislativa, nesta quarta-feira, 27, para reiterar a urgência desse PL.

Segundo Freire, dinheiro o Governo do Estado tem, mas não tem previsibilidade de pagar no orçamento de 2019. Freire também diz que o governo de Robinson Faria (PSD) escondeu da ALRN um déficit bilionário no orçamento.

E aí vem a pressão: Se a Comissão de Finanças e Fiscalização não votar terça-feira, 03, o Governo não pagará para parte dos servidores que recebem dia 14 de dezembro.

Bomba jogada no colo dos deputados Tomba, Zé Dias, Galeno Torquato, Getúlio Rêgo, Isolda Dantas, Francisco do PT e Ubaldo Fernandes.