Carnaval

URBANA Tem Bloco do Gari na Quarta de Cinzas e Parceria no Carnaval com Cooperativa

Bloco do Gari 2018 (2)

A Companhia de Serviços Urbanos de Natal – URBANA, além vir fazendo a limpeza das prévias carnavalescas, fará horários diferenciados para o período de reinado de Momo. Nos seis polos da prefeitura, e mais os desfiles de escolas de samba e tribos de índios, a URBANA está mobilizando uma estrutura com 40 lixeiras, 180 garis limpando e lavando ruas e avenidas adjacentes dos polos, 06 encarregados diuturnamente, 06 motoristas de apoio, 01 trator reboque, equipamentos diversos e mais de 05 mil sacos plásticos apenas para o evento. Serão equipes nos turnos diurno e noturno nos polos Ponta Negra, Petrópolis e Centro Histórico; e no turno diurno nos demais polos.

Além disso, em parceria com a URBANA, a COCAMAR – Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis, inovando no Carnaval, fará coleta de materiais recicláveis em tempo real nos eventos, contando também com a participação da população, descartando lixo no lixo, ou seja, nos contêineres da COCAMAR. Locais onde a cooperativa atuará:

* Abertura do Carnaval de Natal, dia 28, no Largo do Atheneu;

* Polo Centro Histórico, no Desfile das Kengas, dia 03, no show de Sidney Magal;

* Polo Ponta Negra, no show de Alexandre Pires, na segunda, dia 04 e no show de Margareth Menezes, na terça, dia 05.

A URBANA manterá também o serviço de coleta de domiciliar sem nenhuma alteração nos dias de Carnaval, com exceção do dia do Bloco do Gari, em que os serviços correlatos terão seu horário reduzido, funcionando até 11 horas da manhã, mas a coleta domiciliar será mantida.

Bloco do Gari 2019

Na quarta-feira de Cinzas, 06, a URBANA sairá com o já tradicional Bloco do Gari, no seu 19º ano, com banda de frevo cedida gentilmente pela FUNCARTE, com o apoio do Sindicato de Limpeza do RN – SINDLIMP, Água Mineral Santa Maria, Vital Engenharia Ambiental, Marquise Ambiental e BRASECO. A concentração será no posto de combustível na entrada da Redinha, às 09 horas. 

Carnaval

Prefeitura do Natal Lança Aplicativo do Carnaval em Natal 2019 Para Foliões

O Carnaval em Natal já está na mão dos foliões. A Prefeitura do Natal está com mais uma novidade neste Carnaval 2019, oferecendo um aplicativo que conecta diretamente quem procura pela folia de Momo na cidade. O app Carnaval em Natal 2019 está disponível para o sistema Android e pode ser baixado na play store com várias possibilidades de agendar e programar shows e blocos que animarão as ruas de Natal nestes sete dias.

A programação está disponível através de polos carnavalescos, datas ou blocos. Uma ferramenta que oferece ainda a possibilidade do folião montar sua própria agenda escolhendo no menu da programação qual evento quer participar e salvando na agenda. Com isso, o aplicativo notifica a pessoa com alertas sobre a proximidade de início do show ou bloco escolhido, disponibilizando também a localização.

Segundo o prefeito Álvaro Dias, o app é mais um serviço que a Prefeitura presta para ajudar natalenses e turistas a fazer o seu roteiro para o Carnaval em Natal. “Estamos fazendo um grande evento, com muitas atrações em seus polos. O aplicativo facilita o folião na hora de fazer sua agenda”, acrescenta o prefeito.

“O aplicativo aproxima os foliões das informações do carnaval, pois por ele é possível saber toda a programação dos eventos que acontecerão e ser informado sempre quando um bloco/troça ou show for acontecer”, afirmou Carlindo Lima, diretor Executivo da Connecta, empresa especializada em aplicativos inteligentes, desenvolvedora do aplicativo Carnaval em Natal. Outra vantagem, segundo Carlindo, é que o folião também poderá fazer selfies com o tema oficial do Carnaval em Natal 2019 e publicar em redes sociais.

Baixe na play store procurando por: carnaval natal

Fonte: SECOM

Assembléia Legislativa

A Nova Assembléia Legislativa é Velha

Foto: Elpídio Júnior

Na sessão de ontem os novos deputados votaram por receberem, legalmente já que o Superior Tribunal Federal regulamentou, o 13° salário para deputados, no final do ano passado.

Os novos deputados, com o novo espírito público que o povo do Rio Grande do Norte achou que tivessem, acharam pouco e resolveram estender para os parlamentares da legislatura anterior, ou seja, para que os deputados eleitos de 2014 a 2018 recebam também. Serão R$ 4,1 Milhões em benefícios. E mais, em véspera de Carnaval, e votando conjuntamente o decreto do Governo de calamidade financeira. Uma contradição, já que a Assembléia Legislativa recebe repasse de um governo que assume a quase falência.

Hoje, apenas o deputado estadual Kélps Lima apareceu abrindo mão dos valores retroativos mas não abriu mão de decisão para a legislatura atual. É legal? É! É moralmente aceitável? Os deputados que respondam a pergunta com gestos, e não com apenas discursos.

Internacional

Berlim Investe em Baladas Mais Sustentáveis

Berlim quer se tornar uma cidade neutra em carbono até 2050. E enquanto muitos apostam em ações da indústria automobilística, é a cena noturna da capital alemã que pode ajudar a cumprir a meta.

Boates liberam muito dióxido de carbono na atmosfera. De acordo com a ONG Amigos da Terra Alemanha, uma casa noturna emite cerca 30 toneladas de CO2 por ano. Além disso, apenas num final de semana, um clube gasta tanta energia elétrica quanto uma casa consome num ano inteiro. 

Para Georg Kössler, representante do Partido Verde alemão para a proteção do clima e cultura dos clubes, é importante que as baladas de Berlim sejam mais sustentáveis – não apenas para fazer a sua parte para proteger o meio ambiente, mas também para motivar os cidadãos pelo exemplo.

“Eu acredito que os clubes de Berlim lançam tendências não só em termos musicais, mas também de estilo de vida. E quando a pessoas virem, ‘ah, eles não usam mais canudos de plástico’, talvez eles comecem a fazer o mesmo em casa”, disse.

Um estudo recente da Clubcomission Berlin (Comissão de Casas Noturnas de Berlim, em tradução livre), uma associação de proprietários de boates da capital alemã, descobriu que apenas em 2018 três milhões de turistas frequentaram casas noturnas em Berlim. O número não inclui os visitantes regulares dos clubes. Segundo a pesquisa, um quarto das pessoas que foram a Berlim o fizeram por causa das baladas. No total, elas obtiveram um lucro anual de 1,48 bilhão de euros para a cidade.

“É por isso que nós, políticos, focamos nos clubes, porque eles causam esse impacto. Milhares de pessoas em Berlim frequentam baladas, milhares de outras pessoas vêm a Berlim para ir para baladas, então nós realmente podemos atingir muito ao trabalharmos com os clubes, fazendo com que eles se tornem mais verdes.”

Senado de Berlim ajuda boates a se tornarem mais verdes

Um projeto climático da ONG Amigos da Terra Alemanha, da associação Clubliebe e da Clubcomission Berlin foi criado para ajudar as baladas de Berlim a atingirem a meta.

Financiado pelo Senado de Berlim, Executivo da cidade-estado, o projeto envia especialistas às boates para aconselhá-las sobre como podem se tornar mais ambientais, optando, por exemplo, por energia limpa, instalando sistemas de resfriamento e aquecimento eficientes, usando luzes LED (eletrônicas, que emitem mais luz e menos calor) em vez de lâmpadas incandescentes, reduzindo seu consumo de água e administrando melhor o lixo.

“Estamos pensando em como ser um clube sustentável há um tempo. Nós já mudamos para a tecnologia LED, mas acreditamos que podemos fazer mais”, contou Marcel Weber, presidente do SchwuZ, um famoso clube gay em Berlim, à DW. “Se você olhar para quanto lixo nós, enquanto clube, produzimos, fica claro que a sustentabilidade é um aspecto importante”, destaca.

Ele agora trabalha em parceria com a Clubliebe e. V. e com a Amigos da Terra para fazer da SchwuZ uma casa noturna mais verde. Eles reservaram dois dias para examinar o local, avaliando de cabos de som a refrigeradores e unidades de resfriamento, para encontrar formas de reduzir a pegada ecológica da casa.  

“Seria muito bacana encontrar uma forma de controlar digitalmente nossos sistemas de refrigeração para que nossas geladeiras não precisem funcionar 24 horas, sete dias por semana”, contou Weber. O CEO também está empenhado em encomendar mais produtos que não tenham embalagens plásticas.

Pista de dança que gera energia

Outra ideia é a construção de pistas de dança que gerem eletricidade. A chamada pista de dança sustentável, criada pelo designer holandês Daan Roosegaarde, usa azulejos quadrados que coletam a energia de quem dança e a transformam em eletricidade. A invenção já é usada em um clube em Roterdã, na Holanda.

“Nós queremos trazer esse espírito e esses bons exemplos para a Alemanha”, diz Konstanze Meyer, do clubliebe e.V. e da ONG Amigos da Terra Alemanha.

O problema, segundo Meyer, é que tecnologias como essas são caras e a maior parte dos clubes em Berlim têm contratos de aluguel curtos, o que pode ser um entrave para investimentos altos como esse.

No entanto, políticos como Kössler querem mudar essa circunstância. “Nós disponibilizamos um fundo multimilionário para a proteção climática da cidade e ainda temos recursos, então quem tiver uma boa ideia deve apresentá-la”, disse ele.

“Nós temos até um recado para os clubes: se você tem um projeto inovador para economizar energia ou tornar sua boate mais verde, você pode se inscrever para receber financiamento”.

Festival em Ferropolis já trilha caminho

Além de Berlim, um festival no estado alemão da Saxônia-Anhalt já encontrou uma maneira de ser mais sustentável.

Thies Schröder, diretor do museu aberto Ferropolis, criou um conceito para fazer com que os festivais na antiga mina de carvão sejam o mais sustentável possível. Do total da energia usada nos festivais, 70% vêm diretamente de painéis solares. Um número impressionante, considerando quanta eletricidade a estrutura de som e de luz um festival de música demanda.

Schröder disse à DW que o plano é construir ainda mais painéis solares e pensar em sistemas mais eficientes de gestão de resíduos e esgotos, por exemplo, ao produzir energia com resíduos através da pirólise, a decomposição térmica de materiais.

Outra ideia que Ferropolis está experimentando é usar dejetos humanos como fonte de energia. “Desde o ano passado, temos dois protótipos de banheiros totalmente novos, onde separamos líquidos de sólidos para produzir energia a partir desses resíduos”, contou Schröder.

Outras iniciativas são o incentivo aos 30 mil frequentadores do festival a chegar de trem em vez de carro, oferecer uma área de acampamento ecológica, além de comidas vegana e regional. Assim, Ferropolis está abrindo caminho para um futuro mais verde dos festivais.

Responsabilidade social

A intenção é que, ao implementar medidas para se tornarem mais sustentáveis, festivais e clubes sirvam de inspiração. E as comunidades estão abertas ao conceito.

Konstanze Meyer, da Clubliebe e da Amigos da Terra, entrevistou frequentadores de clubes em Berlim para um estudo e descobriu que mais de 90% deles gostariam que as casas noturnas fossem mais sustentáveis. Mais de 80% disseram que estariam dispostos a apoiar os clubes, agindo por conta própria.

Meyer acredita que a cena noturna de Berlim tem potencial para fazer grandes mudanças na sociedade e iniciar movimentos e campanhas em prol do meio ambiente. “A cena noturna sempre foi um núcleo de onde muitos movimentos sociais vieram”, disse ela. “A exemplo da Love Parade, pelo menos no início, eles sempre tinham mensagens políticas que depois afetaram toda a sociedade”, lembra.

Já Kössler acha que é hora de os clubes de Berlim usarem esse potencial para lutar contra as mudanças climáticas. Ele disse à DW que a maioria dos clubes da cidade já assume suas responsabilidades sociais organizando iniciativas para uma sociedade mais aberta, defendendo os direitos LGBTQ e se manifestando contra o racismo e a xenofobia.

“Espero que outras cidades olhem para Berlim e digam: ‘isso é uma boa ideia’. Queremos tornar nossos clubes mais verdes e usaremos dinheiro público para torná-los mais verdes porque isso realmente tem um longo alcance”, espera.

Fonte: Deutche Welle

Câmara Municipal

Projeto de Lei do Vereador Ney Lopes Jr. Exige Relatório de Manutenção dos Viadutos e Passarelas da Cidade

Na tarde desta terça-feira (26), a Câmara Municipal de Natal aprovou o Projeto de Lei, de autoria do vereador Ney Lopes Júnior, que obriga a administração pública municipal a divulgar na imprensa oficial relatórios de manutenção dos viadutos e passarelas da cidade. A publicação deve ser feita anualmente.

De acordo com o texto da lei os relatórios de manutenção devem conter o resumo explicativo e de fácil compreensão sobre a condição estrutural da edificação. O objetivo da medida é prezar pela segurança dos natalenses. Recentemente, foi amplamente divulgado o problema da falta de manutenção na Ponte de Igapó. Com a aplicação da lei o problema não se repetirá nas estruturas do município.

O vereador explicou que a lei foi baseada nos pedidos da população. “Considerei as constantes reclamações a respeito da deterioração das estruturas de viadutos e passarelas. A proposta tem como objetivo principal prezar pelo bem-estar e segurança do natalense”, explicou.

Câmara Municipal

Nesta quinta, 28, Câmara Municipal Debate Regulamentação dos Food Trucks

Termina no próximo dia 11 de março o prazo acordado entre a Prefeitura de Natal e o Ministério Público para desocupação do Jardim Ponta Negra, complexo de food trucks localizado na Avenida Roberto Freire. Para debater a questão e a os impactos na economia e no turismo, a Câmara Municipal de Natal vai realizar, nesta quinta-feira (28), uma audiência pública. A proposição é da vereadora Júlia Arruda, autora do Projeto de Lei nº 115/14, que regulamenta a atividade na capital potiguar.

Segundo a ação civil do Ministério Público do Rio Grande do Norte, o terreno hoje ocupado pelo food park configura “área não edificante” e, por isso, não poderia receber empreendimentos dessa natureza. A ação resultou num termo de conciliação, que teria sido acordado com a Prefeitura de Natal em setembro do ano passado, e chancelado pela 6ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Natal. Mas os comerciantes alegam que não foram notificados pela Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) à época e, por isso, não estavam cientes do prazo para desocupação.

A vereadora Júlia Arruda, que desde 2014 apresentou um projeto de lei para regulamentar a atividade no município, diz estar preocupada com os trabalhadores e o impacto dessa decisão para a economia e o turismo de Natal. “São cerca de 500 pessoas que, direta ou indiretamente, serão prejudicadas com essa decisão. Além disso, é notável que os food trucks trouxeram mais ‘vida’ pra Ponta Negra e têm impactado bastante no turismo da nossa cidade”, disse a parlamentar, que também integra a Comissão de Indústria, Turismo, Comércio e Empreendedorismo da Câmara Municipal.que os food trucks trouxeram mais ‘vida’ pra Ponta Negra e têm impactado bastante no turismo da nossa cidade”, disse a parlamentar, que também integra a Comissão de Indústria, Turismo, Comércio e Empreendedorismo da Câmara Municipal.

Ainda segundo a propositora da audiência, é importante retomar o debate em torno do Projeto de Lei nº 115/14, para que a atividade seja regulamentada e, assim, submetida a normas de fiscalização e tributação. “Hoje os food trucks desempenham sua atividade de forma precária, sem segurança jurídica. E sabemos que existem questões ambientais e urbanísticas a serem consideradas e que só serão esclarecidas através de uma legislação específica. Por isso, o que queremos agora é que, pelo menos, seja oferecido um novo prazo para que essas pessoas tenham tempo hábil pra se adequar ou até procurar um novo espaço”, defendeu.

A audiência pública acontecerá amanhã (28), a partir das 9h, no Plenário da Câmara Municipal de Natal.

Prefeitura

Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social Faz Carnaval dos Idosos

Cerca de 1300 idosos dos Centros de Convivência Marly Sarney (Zona Oeste), Ivone Alves (Zona Norte), além de grupos de idosos e Associações apoiados pelo município, participam nesta quarta-feira (27), do baile de carnaval “Abra Alas para a Alegria”, promovido pela Prefeitura do Natal, por meio da SEMTAS, com parceria da STTU, até as 17h, no Clube Atlântico, Alecrim.

O evento conta com a presença da primeira dama do Município, Amanda Dias, representando o prefeito Álvaro Dias, secretária da SEMTAS, Andréa Dias, da secretária adjunta, Maria José de Medeiros, e demais autoridades.

Na programação, música ao vivo, apresentação do Bloco “Abre Alas para a Alegria”, do C.C. Marly Sarney, da Banda de Frevo Dom Cardoso (parceria da FUNCARTE), almoço e lanches.

Fotos: Assessoria de Imprensa SEMTAS