Curiosidade, Homenagem

30 Anos Sem o Cantor Potiguar Carlos Alexandre

Pedro Soares Bezerra, nascido em 01 de junho de 1957, em Nova Cruz, o grande público não sabe quem é mas se disser Carlos Alexandre, todos entoarão alguns de seus sucessos.

Em 1977 o então radialista Carlos Alberto de Sousa não só o rebatizou, mas o levou para a gravadora RGE, onde gravou grandes sucessos como “Arma de Vingança” e “Feiticeira”.

Em 30 de janeiro de 1989 um acidente de carro na RN 093, entre Tangará e São José de Campestre, tirou a vida do cantor quando voltava de um show em Pernambuco. O Opala era conduzido pelo seu motorista até Campestre, que alegou cansaço e parou para comprar cigarro. Carlos Alexandre, com pressa de chegar em Natal resolveu dirigir e perdeu o controle do carro, capotando em seguida. No acidente morreu o cantor, dois músicos, os irmãos Sérgio e Celson de Souza. O único sobrevivente foi o motorista, que estava no banco do passageiro, usando cinto de segurança. O velório aconteceu no Ginásio da Cidade da Esperança, ao som de “Ciganinha” e “Feiticeira”. Milhares de fãs acompanharam em cortejo até o cemitério do Bom Pastor.