Internacional

Venezuela Tem Protestos e Juan Guaidó Se Declara Presidente. Brasil Reconhece.

O presidente da Assembléia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, se autodeclarou nesta quarta-feira presidente interino do país. Minutos depois, Donald Trump o reconheceu. Dezenas de milhares de cidadãos saíram em Caracas em uma grande marcha convocada pela Assembléia Nacional, controlada pela oposição, para protestar contra o Governo de Nicolás Maduro. A primeira grande marcha em um ano e meio teve eco no resto dos Estados do país, onde também estão convocadas manifestações. Com bandeiras tricolores ou roupas brancas, os manifestantes têm externado sua rejeição ao caos econômico e ao colapso dos serviços. E exigem, acima de tudo, a renúncia do presidente. Maduro, por sua vez, chamou seus apoiadores para sair às ruas e acusou os Estados Unidos de tentarem desestabilizar e de se intrometerem em questões de política interna. A tensão na Venezuela aumentou nos últimos dias, com dezenas de confrontos com a polícia em zonas populares, que eram antes bastiões do chavismo.

Em Davos, os presidentes de Brasil, Colômbia e Peru e representantes do Canadá dão declaração conjunta para reconhecer o opositor a Maduro como presidente.

O filho de Jair Bolsonaro, Eduardo, que acompanha o pai na viagem registra por Twitter. E o próprio presidente do Brasil reconhece Guaidó novo presidente da Venezuela.

O xadrez diplomático da crise: México não reconhece presidente autoproclamado.

O porta-voz do presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, confirmou ao EL PAÍS que o país não reconhece Juan Guaidó. O México, com novo presidente esquerdista, foi o único a respaldar Maduro em reunião recente do Grupo de Lima. 

Fonte: El País