Governo do Estado, Redes Sociais

DETRAN Terá Economia de 2,4 Milhões de Reais Por Não Enviar Boletos, Diz Diretor

Na tarde desta quarta (21), o ex-secretário de esportes de Natal, ex-candidato a vereador pelo PPS, e hoje diretor do DETRAN, Eduardo Machado, resolveu esclarecer, nas redes sociais, questionamento sobre o que não foi questionado.

Em claro problema de comunicação, o secretário informou que não há taxas para envio do boleto para pagamento de IPVA ou outra taxa qualquer do órgão que dirige. A titular deste blog não fez ilações, nem afirmou ou perguntou sobre taxas de envio de boletos, mas que essa economia de 2, 4 Milhões de Reais, segundo Eduardo Machado, será transferido para aquele contribuinte que não sabe, não usa ou não confia nos meios digitais para pagamento porque ele, o contribuinte, agora terá que imprimir esse mesmo boleto. Sem contar que esse serviço obsoleto, segundo o diretor do DETRAN, ainda é utilizado por todos os bancos e por outros muitos serviços no Brasil.

Só para informar, o pagamento feito, por acaso, em duplicidade ao DETRAN deixa de ser um problema do DETRAN, e é resolvido na Secretaria Estadual de Tributação. Ou seja, deve-se manter, mais do que sempre, os comprovantes ou o contribuinte terá que conseguir mais tempo para receber o que pagou a mais.

O secretário tem se esforçado para modernizar o DETRAN. Conseguiu implementar o parcelamento de multas; conseguiu uma sala para atendimento no shopping considerado mais elitizado de Natal (é local dito que de atendimento mais tranquilo, o que faz todo sentido); aderiu ao APP, do Governo Federal, da CNH digital; fez licitação para vistoria dos veículos para todo o estado, com regras tão rígidas que nenhuma grande empresa nacional venceu em qualquer grande setor licitado (Natal e Mossoró).

Com o fim da administração Robinson Faria chegando, resta saber se Eduardo Machado fica no DETRAN na gestão de Fátima Bezerra, e assim aplicar de forma moderna, transparente e inquestionável esses 2,4 Milhões de Reais em economia com a não geração de boletos no ano de 2018/2019.

Aguardemos os próximos capítulos.