Eleições 2018

Candidata do PT no Limite do Teto de Gasto em Campanha

Há oitos dias do final do primeiro turno, a candidatura que até agora mais recebeu recursos, e mais gastou, é da candidata do PT, Fátima Bezerra. Fátima está à cerca de 350 mil Reais para o limite de gastos possíveis para o primeiro turno da campanha, segundo o site do Tribunal Superior Eleitoral.

Fatima 1

Fátima 2

Já o candidato do PSD, tentando a reeleição, Robinson Faria, é o segundo que mais gastou e recebeu do partido. O segundo no ranking gastaça eleitoral parece ser o primeiro por onde passa, graças a estrutura demonstrada em suas carreatas e eventos, com inúmeros contratados para mobilização de rua, equipamento de som e luz.

Robinson 1

Robinson Faria é o oposto de Fátima Bezerra nesta campanha, que embora seja a campeã de gastança, a estrutura de rua parece ser a do PT dos anos 80, de tão pequena e pouco acompanhada. Nem de longe os dois lembram as candidaturas de 2014, onde ambos choravam pitangas financeiras durante o pleito eleitoral, depois culminando com denúncias de receberem dinheiro da JSB.

Dos três da tabela de concorrência da eleição para o Governo do RN, o segundo colocado das pesquisas, Carlos Eduardo, do PDT, é o que menos recebeu entre os candidatos. Certamente é a campanha mais enxuta das três, bastando olhar a prestação de contas e ver a estrutura na rua.

Sem caixa igual aos concorrentes, Carlos Eduardo tem aproveitado o espaço deixado pelo desprezo de Robinson e a omissão de Fátima aos municípios. O governador parou no palanque de 2014, e a senadora parou na saída de Dilma Rousseff da presidência e na prisão de Lula.

Carlos Eduardo 1

Observando os dados e vendo o que falta pagar, provalvemente estes dados não estão todos contabilizados e atualizados 100%. Para o cargo de Governador, o teto de despesas é de R$ 5 Milhões e 600 Mil no primeiro turno, com acréscimo no segundo turno de R$ 2 Milhões e 800 mil.

Todos os dados estão no site do TSE: Candidatos ao Governo