Internacional, Transporte

Empresa de Transporte Público Lança Aplicativo de Carona em Berlim

BerlKönig

Aplicativo BerlKönig funciona de modo semelhante ao Uber. Diferença é que o novo serviço berlinense é coletivo, com vans que levam vários passageiros em trajetos semelhantes.

Depois de oferecer um tênis que vale como passagem e testar ônibus autônomos, a empresa pública de transporte coletivo de Berlim, a BVG, inovou mais uma vez ao lançar no início de setembro um serviço semelhante ao Uber.

Chamado de BerlKönig, o nome do serviço da BVG remete ao famoso poema Erlkönig, de Johann Wolfgang von Goethe : “Quem cavalga tão tarde através da noite e do vento?/ É um pai com seu filho/ Ele segura o menino em seus braços/  Ele o leva seguro, ele o mantém aquecido”, diz a primeira estrofe.

Em alemão, o termo Erlkönig é utilizado também para denominar modelos de carro que estão em fase de desenvolvimento e ainda não tem um desenho final. No Brasil, esses protótipos são chamados de mula. Muitas vezes, esses modelos têm suas carrocerias pintadas em estilo camuflado, semelhantes às das vans do BerlKönig.

Quem batizou o serviço provavelmente estava pensando nas mulas e acabou esquecendo a referência do poema de Goethe, que na primeira estrofe parece até ser uma boa ideia para um nome ligado a transporte.

O princípio do BerlKönig é bem parecido com o do Uber: por meio de um aplicativo, o usuário solicita o carro que o buscará e o deixará no endereço indicado. A diferença entre os dois, porém, é que o transporte do BerlKönig é coletivo, ou seja, as vans levam vários usuários que fazem trajetos parecidos. Até seis pessoas cabem nas vans da BVG. Além disso, o BerlKönig é inclusivo, com veículos adaptados para cadeirantes.

Apesar de ser um serviço oferecido pela BVG, a viagem no BerlKönig sai bem mais cara do que uma passagem do transporte coletivo, porém, ainda é um pouco mais barata do que táxi. O usuário da van paga 1,50 euro por quilômetro, e o valor total é calculado pelo aplicativo com base na rota mais direta.

O valor mínimo pago por viagem, porém, é de 4 euros. Em horários de pico, essa taxa tem um acréscimo de 25%. Se o trajeto for solicitado para mais pessoas, o valor por quilômetro para cada usuário extra cai pela metade.

O BerlKönig promete ainda buscar os usuários menos de 10 minutos depois da solicitação do veículo. O novo serviço está em fase de teste e, por enquanto, é oferecido às sextas-feiras e aos sábados entre as 17h e as 5h e está disponível apenas nos bairros Mitte, Prenzlauer Berg, Kreuzberg e Friedrichshain. Atualmente, 50 vans, sendo 40 delas elétricas, fazem parte da frota do BerlKönig.

BVG

No futuro, se houver demanda suficiente, a BVG planeja expandir a cobertura do serviço na cidade e disponibilizá-lo 24 horas por dia de domingo a domingo. Para isso, pretende aumentar a frota do BerlKönig para 300 veículos. Ao que tudo indica, o BerlKönig tem tudo para fazer sucesso. No primeiro final de semana de seu lançamento, apesar de sua área restrita de atuação, cerca de mil pessoas usaram o serviço e mais de 10 mil baixaram o aplicativo.

Fonte: DW